O vídeo em 2019 - Entrevista Léo Shehtman

Papel e relevância do conteúdo em vídeo para o mercado de arquitetura e design de interiores

O mercado de arquitetura e design de interiores passa pelos estágios finais de uma mudança gradativa: plataformas digitais assumindo uma posição de protagonismo na divulgação de conceitos, obras e oportunidades. O crescente processo de consolidação das plataformas digitais afeta diretamente o modo com que nos comunicamos, interagimos, produzimos e vivenciamos conteúdo. O fechamento de veículos tradicionais do ramo, principalmente referências da mídia impressa, sinalizam o encerramento de um ciclo. O fundamental é a compreensão das estratégias e modos de expressão ideais nesta nova configuração.


O desenvolvimento do meio abre espaço para uma enorme pluralidade de expressões, em que o vídeo assume papel de destaque. Arte e narrativa se misturam a cada take, levando o alcance do trabalho de marcas e arquitetos a um número imensurável de pessoas. Conservar a poeticidade do conteúdo, ainda mantendo-o com alto potencial de envolvimento, visibilidade e circulação é o grande desafio. Projetos, tendências e produtos representados através da imagem e do som tomam vida pelas lentes de um olhar sensível e apurado.


Plástico por natureza, recheado de beleza e técnica, o conteúdo de arquitetura e design pede um tratamento diferenciado, de imersão e sutileza. Uma boa captação e produção de vídeo, sensível e apurada, oferece mais que um breve deslumbre, ele oferece uma vivência, uma transposição para um universo de arte e poesia de formas. É a potencialização máxima do alcance da obra. É uma nova maneira de vivenciar a arte, sem quaisquer fronteiras físicas. É um novo olhar.


Para uma compreensão mais profunda deste processo, conversamos com o arquiteto e designer Léo Shehtman. Com larga experiência no meio, atuante no segmento desde 1981, teve sua obra sempre caracterizado por uma postura vanguardista. Seus projetos, realizados tanto no Brasil quanto no exterior, são constantemente pautados pela contemporaneidade e pela inovação.


1. Qual o papel do vídeo na divulgação de seu trabalho? O mercado de arquitetura vê no conteúdo produzido em vídeo uma importante estratégia de comunicação?


Como vemos que a imprensa mudou, o papel, a mídia impressa não existe mais praticamente. Para esta mídia que temos hoje, a mídia digital, acho que sem dúvida, o vídeo confere uma notoriedade, uma projeção muito boa, principalmente quando o vídeo é bem feito. Eu tenho experiência com os vídeos que realizei com o Augusto Custódio e eu vi que além deles serem vídeos que conseguem exemplificar, demonstrar um pouco do meu trabalho, ele é de uma modernidade tão grande que eu acho que é isso que as pessoas estão pedindo. É essencial essa forma moderna, esta linguagem contemporânea. Eu acho que esta característica conectada a um bom trabalho, uma alta qualidade de vídeo, são fundamentais para a composição de um resultado perfeito

2. Para 2019, quais seus principais projetos?

Eu diria o seguinte, que meu projeto preferido é sempre o projeto do momento. Eu acho que sempre acabamos gostando dos projetos mais novos, os projetos mais próximos se tornam mais especiais, por estarem bem vivos em nosso cotidiano. Quando me perguntam quais meus principais projetos para 2019, eu respondo que são meus projetos realizados em 2018 e aqueles que eu ainda apresentarei ou serei contratado para realizar em 2019. Agora qual meu projeto de vida para 2019? É poder viajar, é poder aprender mais, é poder ter mais experiência, é estar cada vez mais atualizado para poder estar cada vez melhor para meu cliente. Meu projeto para 2019, depois de mais de 30 anos de trabalho, é continuar me aperfeiçoando como arquiteto.


3. Quais aspectos foram positivos na sua experiência com o Augusto? Que aspecto te interessa nos vídeos dele?


Eu diria que colaborar com o Augusto só apresentou aspectos favoráveis. Colaboramos em dois trabalhos super agradáveis de serem feitos, acho que entramos na mesma onda, na mesma linguagem, de querer fazer uma coisa extremamente fácil, acessível em termos de compreensão, mas moderna. Um projeto de linguagem simples, mas ao mesmo tempo sofisticada. Então posso dizer que desde que conheci o Augusto, que não deve fazer mais de um ano praticamente, ele só acrescentou ao meu trabalho, aquilo que faço, então só tenho a agradecê-lo.


4. Qual o papel da foto e do conteúdo em vídeo frente às mudanças nos modelos de comunicação tradicionais?


Para mim é difícil falar, porque ainda sou um pouco à moda antiga. Eu acho que a foto ainda é foto, e será eternamente foto. E eu acho que o vídeo vem para poder valorizar a própria foto e vem para poder facilitar a compreensão. Eu diria que o vídeo é uma consequência de uma bela imagem.


  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Círculo Branco
  • Vimeo - Círculo Branco
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
©Augusto Custodio Produções Cinematográficas LTDA.
Todo o conteúdo do site é de uso exclusivo da marca Augusto CustodioProibido reprodução e utilização sem autorização sob penalidades das leis brasileiras e internacionais.